class="post-template-default single single-post postid-9076 single-format-standard wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5 vc_responsive" itemscope="itemscope" itemtype="https://schema.org/WebPage" data-adminbar="">

Diet ou Light?

 em Informativos

As festas de Natal e Réveillon passaram, com o início de um novo ano, as promessas de perda de peso ganham força.
É comum que a procura por alimentos mais saudáveis e menos calóricos aumente. Nessa busca, aparecem os alimentos diet e light.
Muitos consumidores têm a impressão de emagrecimento ao se deparar com esses produtos e acabam apostando neles com o objetivo de perder peso ou tentar uma alimentação mais adequada. Mas será que eles são usados de forma correta?

Light

Os produtos light (leve, em inglês) são alimentos que tem uma redução de pelo menos 25% de algum nutriente presente no alimento original, podendo ser este nutriente: açúcares, gorduras, calorias, sódio ou outros. Nem sempre são menos calóricos e podem conter açúcares.

Diet

Diet (dieta, em inglês) é quando o alimento não tem um determinado nutriente, que pode ser açúcar, gordura, proteína ou outro. Pode ter até mais calorias dos que o alimento convencional. Nem todo alimento diet é sem açúcar, e nem sempre são mais saudáveis. Com a retirada de um nutriente, é possível que esse alimento ganhe mais gorduras ou mais sódio, para melhorar o sabor.

Outro ponto importante é que produtos light e diet acabam sendo ultraprocessados. Todas essas modificações nos produtos para que eles se tornem light e diet geralmente são feitas no ambiente industrial. De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, o ideal é ter à mesa mais produtos in natura e minimamente processados.
Os produtos diet ou light são desenvolvidos para atender pessoas que realmente têm alguma restrição alimentar. Para os demais consumidores, que buscam um peso corporal mais adequado e uma alimentação mais saudável, a saída são frutas, legumes, verduras e grãos integrais.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário