class="post-template-default single single-post postid-8995 single-format-standard wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5 vc_responsive" itemscope="itemscope" itemtype="https://schema.org/WebPage" data-adminbar="">

O início do inverno e as adaptações no cardápio

 em Informativos

No próximo sábado, dia 20 de junho, inicia-se a estação mais fria do ano. Nas regiões sul e em algumas partes da região sudeste, as temperaturas podem ficar abaixo dos 0º C. Nas demais regiões o inverno é seco e sucede o verão chuvoso.

Planejando o cardápio
Alguns restaurantes utilizam cardápio rotativo, mantido por muito tempo da mesma forma. O que pode facilitar no planejamento, na hora da produção pode tornar o processo complicado, desde a compra de ingredientes até a qualidade e sabor do item.
A chegada na nova estação exige algumas adaptações no planejamento do cardápio. A inclusão de sopas e caldos é bem vinda. Como nem só de sopa se sobrevive ao inverno, é preciso um pouco de criatividade na escolha das preparações. Batata, risoto e massas também podem fazer parte do planejamento.
Ajustar per capitas é importante para evitar desperdícios. É comum que haja um consumo menor de saladas e aumento no consumo de arroz e feijão, por exemplo.
Inclua também frutas e verduras da época, são mais nutritivas, fáceis de encontrar e tem um preço mais atrativo. Laranja, mexerica e caju podem ser opções de sobremesa. Agrião, espinafre, couve, escarola e cenoura podem ser incluídos tanto na salada como nas guarnições.

Sugestão de planejamento
É comum iniciar o planejamento pelo Prato Principal e Opção, são os que geram o maior custo e a partir deles podemos combinar as saladas e guarnições. Se o primeiro for carne vermelha, a Opção será carne branca. Caso o Prato Principal tenha molho, a Opção não terá.
A Guarnição deve acompanhar o Prato Principal, ou seja, ela precisa combinar. Atente-se para a consistência e a coloração, para diferenciá-la da sobremesa, existem algumas preparações muito parecidas (Creme de Milho e Pudim de Baunilha, por exemplo).
Os Acompanhamentos, geralmente Arroz e Feijão, são os mais simples de escolher.
As Entradas ou Saladas equilibram as calorias do cardápio, geralmente são compostas por folhas e vegetais. Analisar o cardápio de acordo com a periodicidade de entrega dos gêneros é muito importante, vincule a perecibilidade a esta informação.
As Sobremesas geralmente, são porcionadas. O mais comum é que se tenha a opção de doce ou fruta para o usuário escolher. Caso só seja possível servir um ou o outro, o ideal é alternar a oferta de doce e fruta.
Exemplo de cardápio: bife à rolê, omelete de milho, abobrinha gratinada, caldo de mandioca, arroz branco, feijão carioca, agrião, cenoura ralada e laranja.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário