class="post-template-default single single-post postid-9088 single-format-standard wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5 vc_responsive" itemscope="itemscope" itemtype="https://schema.org/WebPage" data-adminbar="">

Planejando dietas especiais

 em Informativos

Pessoas com problemas de saúde específicos como doença celíaca, alergia ao trigo, sensibilidade ao glúten, intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite enfrentam o desafio de ter uma alimentação restritiva.
Embora essas restrições alimentares pareçam ter-se tornado mais comuns nos últimos anos, elas sempre existiram. O consumo de glúten e lactose pode trazer consequências graves às pessoas que são intolerantes a eles. No entanto, eliminar esses componentes da dieta apenas para emagrecer também pode colocar a saúde em risco. As únicas pessoas que devem parar de comer grupos alimentares específicos são aquelas comprovadamente intolerantes, e isso deve ser feito sob a supervisão de um profissional.

Glúten

O glúten está presente em alimentos derivados de farinha de trigo, centeio, cevada e aveia, como bolos e pães, alguns doces, massas, biscoitos e cerveja.
A doença celíaca, como é conhecida a intolerância permanente ao glúten, geralmente se manifesta na infância, mas pode ocorrer em qualquer fase da vida.
Dependendo da quantidade de glúten consumida e do grau de intolerância de cada pessoa, essa doença pode provocar diarreia, vômito, inchaço nas pernas, alterações na pele, fraqueza das unhas, queda de pelos, diminuição da fertilidade e alterações do ciclo menstrual.

Lactose

A lactose é o açúcar presente no leite e em seus derivados, como manteiga, queijo, creme de leite e iogurte.
As pessoas que têm intolerância à lactose, ao consumir algo com essa substância, sofrem um processo de fermentação que gera desconforto digestivo. Os sintomas variam conforme a quantidade ingerida e o grau de intolerância de cada indivíduo, podendo provocar vômito, manchas e coceira na pele, edema de glote, gases, dor abdominal, náuseas e diarreia.
A intolerância à lactose é diferente da alergia ao leite. Embora esses dois problemas sejam frequentemente confundidos, a alergia é uma reação imunológica às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de qualquer quantidade de leite.

Alimentos substitutos

No momento do planejamento do seu cardápio, você pode se deparar com o desafio de planejar uma refeição restrita. Nesse momento é necessário substituir um alimento por outro mantendo a harmonia da cardápio.
O leite de vaca, por exemplo, pode ser substituído por diversos tipos de leites vegetais, como leite de coco, leite de amêndoas e leite de arroz.
Para substituição do glúten há opções como farinha de arroz, fécula de batata, amido de milho, polvilho doce, azedo ou fécula de mandioca.
Em comparação com alguns anos atrás, as opções de alimentos sem glúten, lactose ou outros componentes cresceram exponencialmente. Fique atento as informações do rótulo.

Se interessou por esse material? Nós temos um Ebook com esse conteúdo e muito mais FAÇA O DOWNLOAD

Postagens Recentes

Deixe um Comentário