class="post-template-default single single-post postid-9015 single-format-standard wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.5 vc_responsive" itemscope="itemscope" itemtype="https://schema.org/WebPage" data-adminbar="">

Quais são os EPIs essenciais para a cozinha?

 em Informativos

O que são EPI’s
A portaria 3214, do Ministério do Trabalho, foi responsável pela criação das Normas Regulamentadoras que se referem à segurança e medicina do trabalho. Essas normas foram criadas com o objetivo de obrigar as empresas a observar os aspectos relacionados à saúde de seus trabalhadores.
O Equipamento de Proteção Individual (EPI) é todo dispositivo ou produto, de uso individual, destinado à proteção de riscos e ameaças a segurança e a saúde no trabalho.
A empresa é quem deve fornecer aos empregados, gratuitamente, o EPI adequado ao risco a que está sendo exposto.
Todos os EPIs utilizados em uma cozinha industrial devem ser adequadamente certificados e válidos, contendo a qualidade exigida pelos órgãos normativos brasileiros.

Riscos comuns
Dentro das cozinhas temos alguns riscos mais comuns:

  • Riscos Físicos: o calor de fornos e caldeiras, o ruído de máquinas, temperaturas baixas nas câmaras frigoríficas, umidade e riscos perfurocortantes
  • Riscos químicos: provenientes de produtos tóxicos, inflamáveis e irritantes, geralmente utilizados na limpeza
  • Riscos ergonômicos: as cargas que são transportadas ao longo do dia e a postura inadequada durante a execução de tarefas

Principais EPI utilizados
Avental: térmico para proteção do tronco durante atividades realizadas no fogão; de PVC ou silicone para as atividades que envolvem grande volume de água
Sapato de Segurança: possuem função aderente, prevenindo que os profissionais escorreguem em pisos molhados ou até mesmo sujos com gorduras e respingos que caem durante a jornada de trabalho.
Toucas de proteção: item imprescindível para manutenção da higiene dos alimentos, existem diversos tipos de toucas, porém, a mais comum é a touca sanfonada descartável
Luvas: de malha de aço para utilização de ferramentas de corte; térmicas para manuseio de fornos, fogões e alimentos congelados; nitrílicas ou vinílica para limpeza da cozinha; e de procedimento, para contato com alimentos prontos para consumo
Mangote de PVC: essencial para a proteção dos braços contra respingos

É importante lembrar que os EPIs tem prazo de validade, além de que equipamentos gastos ou estragados não garantem a segurança do trabalhador. Esses equipamentos geralmente tem um certificado de aprovação, que é um documento que o Ministério do Trabalho expede para garantir a qualidade e funcionalidade do equipamento de proteção individual. Fique atento!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário